Críticas e Opiniões DC Séries 

[Crítica] Preacher – Temporada 2 Episódio 1

[⚠ SPOILERS PARA EPISÓDIO 1 DA 2ªTEMPORADA DE PREACHER⚠]

Se eu fosse reclamar de uma coisa na primeira temporada de Preacher, seria o fato de ter demorado muito tempo para contar uma história que nas BDs demorou muito pouco.

Preacher conta a história de três amigos muito estranhos que decidem ir á procura de Deus, mas só na 2ª temporada é que a série começa realmente a seguir as Bandas Desenhadas. A segunda temporada está num bom caminho para ser melhor que a primeira, com um objetivo e um sentido de humor muito negro, que faz levar esta aventura de Jesse Custer, Tulip O’Hare e Cassidy o vampiro, mais divertida.

O episódio começa logo depois do fim do último da temporada passada, com Jesse e os amigos a finalmente começar a aventura, sem saberem que Annville foi destruída pelo cowboy assassino que está mesmo atrás deles. O que faz com que muitas pessoas fiquem desapontadas em possivelmente não vermos personagens como Emily Woodrow e Odin Quincannon mais na série. Mas é bom vermos a série focar-se mais na narrativa dos personagens principais e na dinâmica entre Jesse, Tulip e Cassidy.

Os produtores Evan Goldberg e Seth Goldberg dirigiram/realizaram os dois primeiros episódios da segunda temporada e é possível ver o trabalho de ambos neste episódio, quando no inicio podemos ver Cassidy, um vampiro irlandês a dizer que 70 milhões de crianças são circuncidadas para usarem o prepúcio para fazer cremes faciais de beleza no que se torna numa perseguição de carro ao som de “Come on Eileen” apesar de eles “detestarem” a música, o que torna tudo mais divertido.

Mais uma vez, o sentido de humor negro neste episódio é mesmo em cheio, como o intestino pendurado no carro de Tulip que ela usou para encher o tanque de gasolina, e a maneira que Tulip e Cassidy reagiram a descobrir uma rapariga presa numa jaula é ridiculamente espectacular.

É divertido ver o cowboy assassino que mais tarde é conhecido como Saint of Killers a interpretar o vilão desta temporada, a espécie de um terminator. Como este homem “imortal” é filmado neste episódio é algo de fantástico, um tom de mistério com terror, torna tudo muito mais interessante. Consegue se perceber que a missão dele é tudo o que ele se importa (após a morte da sua mulher e filha mostrada na temporada passada), e tudo e todos que se metem á frente, bem… morrem. A forma que ele arranca a língua do dono da loja e mais tarde faz com que o amigo de Jesse (Mike) se suicide, percebe-se que este personagem é aterrorizante e imparável.

Podes ver a série, clicando em Preacher.

Related posts

Leave a Comment